Polícia Civil conclui que tenente-coronel matou marido em legítima defesa

A Polícia Civil concluiu em inquérito que a tenente-coronel da Polícia Militar (PM) Itamara Romeiro Nogueira agiu em legítima defesa no caso da morte do marido dela, o major da PM Valdeni Lopes Nogueira Romeiro. O crime aconteceu no dia 12 de julho. O caso foi encaminhado ao poder Judiciário.

tenentecoro

 

De acordo com a Polícia Civil, a reconstituição serviu para esclarecer detalhes do que ocorreu no dia do crime.

Foram colhidos depoimentos de parentes, amigos, vizinhos, profissionais que trabalhavam na companhia dos envolvidos e técnicos que estiveram no local do crime ou que ajudaram no socorro do major.

A tenente-coronel afirmou que agiu em legítima defesa, que atirou duas vezes no companheiro porque ele teria feito agressões e ameaças de morte.

O inquérito policial tem 323 páginas e já foi encaminhado ao poder judiciário. O major Valdenir Lopes Nogueira Romeiro tinha 47 anos. A família dele contesta a tese de legítima defesa.

Comentários

comentários