PMDB continua integrado à base do governo, diz Dilma

 A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (27) que o PMDB vai continuar integrado à base do governo. Ao comentar a relação do governo com o PMDB, em entrevista a jornalistas, no município de Xanxerê (SC), Dilma disse que é normal que haja heterogeneidade entre os partidos políticos e diversidade de opiniões.
“Acredito que [haja] diferenças entre o que pensa um partido e o que pensa o outro. O que importa é que o PMDB integra a base do meu governo. O vice-presidente é do PMDB e nesse sentido o governo tem uma unidade. Essa unidade tem como base a realidade da situação política do país que é uma diversidade de partidos e, dentro dos partidos, uma diversidade de posições”, disse.
E completou: “Num partido você não tem uma homogeneidade, os partidos são heterogêneos: é normal que haja esses conflitos”.

Questionada por um repórter se o PMDB estaria dificultando ações do seu governo, Dilma respondeu que existe no país uma “mania” de procurar conflitos onde eles não existem. “Acho que [há] uma mania no Brasil que é de procurar conflito extraordinário onde não [há] conflito extraordinário. Vivemos numa democracia e você parte do pressuposto que há diferença de posição, então, ninguém tem de pensar igualzinho uns aos outros”.

Em Xanxerê, a presidenta Dilma anunciou a liberação de recursos para a reconstrução do município, atingido por tornado no último dia 20. Serão destinados recursos também para a cidade vizinha, Ponte Serrada.

Agência Brasil

Comentários

comentários