PMA realiza operação para evitar o tráfico de papagaios e pesca predatória

Devido ao feriado prolongado, que aumenta significativamente o número de pessoas presentes nos rios nos últimos dias de pesca aberta, a Polícia Militar Ambiental realiza a partir desta quinta-feira (27), a “Operação Dia de Finados”, com encerramento previsto para o próximo dia 03. A operação vai envolver cerca de 360 policiais e utilizará todo o efetivo administrativo, como foi feito na operação “Padroeira do Brasil”.

Durante esta operação, o crime de tráfico de animais silvestres receberá atenção especial por parte das autoridades, em virtude deste período ser crítico em relação ao tráfico de papagaios por conta de ser a época de reprodução desses animais.

A PMA realiza no período trabalhos preventivos nas propriedades rurais, por meio de informação da legislação e Educação Ambiental, visto que o modus operandi principal dos traficantes é de aliciamento dos sitiantes e funcionários de propriedades rurais, para que retirem os animais e os avisem para que os comprem, configurando assim crime ambiental.

Outros crimes ambientais serão combatidos e prevenidos, tais como: desmatamento e carvoarias irregulares, com visitas às propriedades rurais, transporte ilegal de produtos perigosos, além de combate a todos os crimes contra a fauna e flora.

Quatro equipes da sede (Campo Grande) estarão itinerantes, fiscalizando todos os tipos de crimes e infrações ambientais em contato com as equipes de rios para a movimentação de presos e materiais para as delegacias, caso aconteçam prisões em flagrante. O efetivo da sede e de outras subunidades será deslocado para a área crítica do tráfico de papagaio.

Os comandantes das 25 subunidades empregarão todo o efetivo no trabalho de fiscalização em suas respectivas áreas de atuação. (Sejusp)

Comentários

comentários