PGR denuncia Delcídio e André Esteves por atrapalharem investigação

A Procuradoria-Geral da República ofereceu na noite desta segunda-feira (7) denúncia ao Supremo Tribunal Federal contra o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), o banqueiro André Esteves e outras duas pessoas acusadas de participação em uma trama para atrapalhar as investigações da Lava Jato.

Delcídio do Amaral e André Esteves Fotos: Reuters e Jornal “A Tarde”

Eles serão acusados dos crimes de impedir e embaraçar a investigação de infrações penais que envolvem organização criminosa, com pena prevista de reclusão de 3 a 8 anos, e patrocínio infiel, detenção de 6 meses a 3 anos.

Além de Delcídio e Esteves, são alvos o chefe de gabinete do petista Diogo Ferreira, e o advogado Edson Ribeiro, que atuava na defesa do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Delcídio, Diogo e Edson também são acusados de crime de exploração de prestígio, reclusão de 1 a 5 anos. A denúncia foi mantida em sigilo no Supremo Tribunal Federal.

Fonte: Folha de São Paulo

Comentários

comentários