PF prende cinco traficantes de quadrilha com atuação em MS

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta segunda-feira a segunda fase da Operação Falange, que busca combater a presença de uma organização criminosa voltada ao tráfico de drogas em São Paulo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Com 10 mandados de busca e apreensão, somente cinco pessoas foram presas na região de Ribeirão Preto.

Apesar das investigações estarem concentradas em São Paulo, no último dia 12 de maio agentes da polícia prenderam três pessoas em Santa Catarina suspeitas em participar do esquema.

De acordo com o site G1, os suspeitos movimentaram R$ 9 milhões durante três anos. A quadrilha foi desmantelada após 10 meses de investigações e era chefiada por dois irmãos de Ribeirão Preto, que acumulavam um grande patrimônio.

Outros cinco investigados, entre eles os comandantes do esquema criminoso, estão foragidos. “A quadrilha era chefiada por dois irmãos. Um deles ficava em Balneário Camboriú (SC) e outro em Ribeirão (Preto)”, disse o delegado da PF Daniel Vizicato ao site A Cidade On, em entrevista recente.

“A apuração detectou que são três braços, um em São Paulo, outro em Mato Grosso do Sul e em Santa Catarina. O tráfico era realizado para diversas cidades da região Sudeste. A droga vinha de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul”, explicou o delegado Auris César da Silva Brisola.

Os presos responderão pelos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.

Comentários

comentários