Pesquisas mostram cenário com Marquinhos e Rose na disputa do 2º turno

A campanha eleitoral começa a ganhar forma e definir o cenário da disputa que ganhou às ruas com a homologação de 15 candidaturas à prefeitura de Campo Grande.

Pesquisa divulgada sábado (3) pelo Ibope, (contratado pela TV Morena) mostra que Rose Modesto está empatada tecnicamente em primeiro lugar na disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Se a eleição fosse hoje, Rose disputaria o segundo turno com o candidato Marquinhos Trad.

Marquinhos e Rose estão tecnicamente empatados nas pesquisas
Marquinhos e Rose estão tecnicamente empatados nas pesquisas

A candidata da Coligação Juntos Por Campo Grande (PSDB-PR-PDT-PSB-PRB-PSL-SD) aparece com 25%, empatada tecnicamente com Marquinhos Trad, que tem 31% na pesquisa estimulada (quando são apresentados os nomes de todos os candidatos). Considerando a margem de erro, Rose tem de 21% a 29% das intenções de voto, enquanto o adversário do PSD tem entre 27% e 35%.

Já o atual prefeito, aparece com apenas 14% das intenções de voto. Alex do PT tem 3%. Coronel David e Rosa Santos estão empatados com 2%. Arce, Athayde Nery, Marcelo Bluma, Pedrossian Filho e Suél Ferranti têm 1%. Aroldo Figueiró e Lauro Davi não pontuaram. Adalton Garcia e Elizeu Amarilha não foram citados pelos entrevistados.

Nesta segunda outro levantamento, o do Ipems (Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul Ltda), contratada pelo Correio do Estado, sobre o desempenho dos candidatos a prefeito , mostra Marquinhos Trad (PSD) na liderança, sendo perseguido pela vice-governadora Rose Modesto (PSDB) e o prefeito Alcides Bernal (PP) ficou para trás. Os outros 12 concorrentes ficaram embolados na última colocação da corrida eleitoral.

Na pesquisa estimulada, se as eleições fossem hoje, Marquinhos seria o mais votado no primeiro turno (2 de outubro) com 35,67% das intenções de voto. Logo atrás aparece Rose com 26,15% e depois Bernal com 15,53%.

O levantamento do Ibope que ouviu 602 eleitores entre os dias 29 de agosto e 1º de setembro, foi registrado no TRE (Tribunal Regional Eleitoral de MS) sob o protocolo MS-07484/2016. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

Já a pesquisa do IPEMS foi realizada no período de 1 a 3 deste mês com 400 eleitores de vários bairros de Campo Grande. A margem de erro é de 4,90 pontos porcentuais para mais ou para menos sobre o resultado encontrado no total do levantamento. O grau de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada sob o número MS-09456/2016.

Comentários

comentários