Perita japonesa tem boas impressões da Polícia Comunitária de MS

(Foto: Marcio Nory)
Hisami Ohashi, especialista em Polícia Comunitária e seu intérprete. (Foto: Marcio Nory)

A perita da Polícia Japonesa Hisami Ohashi, especialista em Polícia Comunitária, está no estado de Mato Grosso do Sul desde o dia 12 de agosto a convite da Coordenadoria de Polícia Comunitária da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública para uma visita técnica, que tem como finalidade o estabelecimento de um sistema contínuo e autossuficiente de multiplicação da Polícia Comunitária pelas instituições brasileiras.

Segundo a perita, que permanece em Mato Grosso do Sul até a próxima sexta-feira (21), o principal objetivo deste trabalho é propiciar soluções especificas para o Brasil de policiamento comunitário.

Hisami ressalta que até o momento teve uma impressão de que a filosofia de policiamento comunitário no Brasil é bastante próximo ao do Japão. “Duas coisas me deixaram bastante impressionadas, a primeira é o fato de que a Policia Militar que além de prestar treinamento na área para os policiais, também o faz para lideres da comunidade e outros agentes de segurança publica. Outra questão é a presença muito forte dos conselhos de segurança, que são iniciativas realmente da população, e que tem um trabalho belíssimo”, conta. 

A especialista frisa as contribuições do governo japonês para o Estado, mostrando exemplos práticos que já são desenvolvidos no Japão sobre o trabalho de policiamento comunitário. “Nós acreditamos que vamos contribuir para a policia do Brasil mostrando como que podemos fazer um trabalho em conjunto entre a comunidade e a policia para termos mais segurança, quais sãos as medidas preventivas que podem serem disseminadas através da policia comunitária que já existem no Japão que deixam as cidades mais seguras e comunidades com maior paz e menos violência”, finaliza.

Paulo Francis

Comentários

comentários