Pela Seleção, Neymar está a dois gols de superar a marca de Pelé aos 23 anos

12neymNeymar não é mais apenas aquela promessa que chegou ao Barcelona em 2013. Na seleção brasileira, a responsabilidade cai sobre ele desde agosto de 2010.

E agora, pouco mais de cinco anos depois, o peso de ser decisivo está fazendo diferença na carreira do craque vestindo a camisa amarela.

Aos 23 anos, o camisa 10 do time nacional pode atingir uma marca histórica e bater ninguém menos do que Pelé. É isso mesmo.

Com 23 anos, em 1963, Pelé havia marcado 47 gols em 44 jogos – média superior a uma bola na rede por partida.

Com a mesma idade, porém, com um número de jogos maior (67), Neymar pode igualar o Rei do Futebol nas duas últimas partidas da temporada, contra a Argentina, nesta quinta, às 22h (de Brasília), em Buenos Aires, e diante do Peru, na próxima terça, em Salvador, se balançar a rede mais duas vezes.

Atualmente, o jogador do Barça tem 46 gols.

Analisando os números atuais, Neymar é o quinto maior goleador da história da Seleção, atrás apenas de Ronaldo (67 gols), Zico (66) e Romário (56). Os três, com menos partidas do que o atual camisa 10 e Pelé, estão longe da marcas dos compatriotas com 23 anos.

Ronaldo fez 37 gols até 1999, ano em que completou 23 anos. Romário marcou nove vezes em 26 jogos. E Zico atuou apenas em 11 partidas, balançando a rede em sete oportunidades.

A disputa está mesmo entre o Rei e o “Menino da Vila”. E a primeira chance de Neymar quebra o recorde vai ser transmitida nesta quinta-feira pela TV Globo, Sportv e GloboEsporte.com.

Quem brincou com os feitos de Neymar foi Kaká. Segundo maior artilheiro da seleção brasileira na história das eliminatórias (ao lado de Luís Fabiano, Ronaldo e Tostão), com 10 gols, o jogador do Orlando City está um a menos de igualar os recordistas Ronaldo e Tostão. Porém, o meia-atacante, de 33 anos, sabe muito que tem uma fera prestes a escrever uma nova história com a camisa da equipe nacional.

– Representaria muito para mim conseguir fazer esses dois gols e ser o maior artilheiro do Brasil em Eliminatórias, pelo número e nível de jogadores que já participaram. Eu me lembrava, das Eliminatórias para 2010, que estava perto, mas não sabia quantos faltavam. Com mais um eu empato, e mais dois assumo a liderança, até vir o Neymar e atropelar tudo (risos).

Outra marca que Neymar deve atingir é a de ser o maior artilheiro da história da seleção brasileira. Pelé lidera a lista com 95 gols. O GloboEsporte.com fez uma projeção com os números atuais do craque. Desde que estreou com a amarelinha, em 2010, o jogador tem média de 11 partidas por ano, com 7,48 gols por temporada. Caso mantenha tais estatísticas pela equipe nacional, o atual camisa 10 do Brasil ultrapassará o Rei em 2021, com 29 anos.

E tem gente bem próxima do jogador na Seleção que aposta em quebra de recorde em um futuro não muito distante.

– Ele vai bater o recorde de gols. Assino aqui e aposto com qualquer um, mas quero fazer uma aposta diferente com ele. Para ser campeão do mundo. Vai bater o Pelé – afirmou o atual técnico da equipe nacional, Dunga, em entrevista recente ao Sportv.

Um outro dado curioso chama atenção na relação gols de Pelé e Neymar. Os dois jogadores atingiram a marca dos 42 gols com a camisa amarelinha aos 22 anos. Enquanto o Rei conseguiu o feito no dia 28 de abril de 1963 diante da França, o jogador do Barça fez o mesmo número de gols no dia 12 de novembro de 2014, em amistoso contra a Turquia.

– Eu me sinto muito feliz, mas não é uma coisa que eu queira ultrapassar esses grandes craques que já fizeram muito pela nossa Seleção, que admiro e tenho como ídolos. Fico muito feliz de estar nessa seleção de artilheiros. Não sei se dá para chegar neles, mas vou fazer de tudo para ajudar a seleção brasileira. Se der para fazer muitos gols, vou ficar feliz – destacou Neymar.

Resta saber se com 23 anos, Neymar vai conquistar mais um feito e ultrapassar o maior jogador da história da Seleção. Se os gols saírem, Dunga e o torcedor brasileiro agradecem.

globoesporte.com

Comentários

comentários