Pedreiros são mortos a facadas em dois bairros da Capital

Dois homens foram mortos a facadas, em Campo Grande, entre a noite desse domingo (12) e a madrugada desta segunda-feira (13). O suspeito de um dos crimes foi preso e confessou.

O primeiro homicídio foi pouco antes das 22h30 na rua Carlota Joaquina, no bairro Nova Lima. Segundo relato de testemunhas à Polícia, houve uma briga na rua e dois homens teriam esfaqueado Elizeu Souza dos Santos, de 43 anos.

Em um dos casos, autor foi preso e disse ter matado depois de ser agredido pela vítima
Em um dos casos, autor foi preso e disse ter matado depois de ser agredido pela vítima

O crime aconteceu em frente da casa onde a vítima, que era pedreiro, morava de favor. As testemunhas afirmaram que os autores fugiram a pé. Apesar das buscas, ninguém foi preso e Elizeu morreu no local.

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro da cidade e será investigado.

Por volta da 1h foi morto Ewerton Rodrigues da Silva, 28 anos. no Jardim Tijuca. Ele foi atingido por pelo menos sete facadas: na nuca, pescoço, costas e peito.

O suspeito do crime Adjunho Pires de Oliveira de 33 anos foi encontrado em casa. Ele trabalhava com o pai da vítima.

Preso, Adjunho contou aos policiais que houve desentendimento com Ewerton, que o rapaz o agrediu e ainda ameaçou seu pai. Revoltado, Adjunho esfaqueou a vítima e ela morreu depois de pedir socorro em casa de vizinhos.

O caso foi registrado como homicídio qualificado por motivo fútil na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da Vila Piratininga.

Comentários

comentários