Passagem da tocha olímpica é estímulo para prática esportiva em MS

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Nove municípios de Mato Grosso do Sul estão entre os 335 participantes do revezamento da tocha olímpica no Brasil. A partir de 25 de junho, a chama olímpica passa pelas mãos de moradores de Bataguassu, Bonito, Campo Grande, Dourados, Itaporã, Maracaju, Nova Andradina, Rio Brilhante e Sidrolândia. Evento que pode fazer brilhar olhos e criar sonhos nos sul-mato-grossenses.

“Participar dos Jogos Olímpicos é o objetivo e o sonho da maioria dos atletas. É o ápice de uma competição esportiva. Desde os pequenos atletas das escolas e dos bairros, até os atletas de alto rendimento querem um dia estar num pódio olímpico. Poder presenciar e até participar do revezamento da tocha é se aproximar desse sonho. Também é uma forma de estimular que nossos atletas se dediquem ainda mais e que mais pessoas iniciem a prática esportiva”, disse o diretor-presidente da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul, Marcelo Ferreira Miranda.
A chama olímpica representa a união, a paz e a amizade entre os povos, marcas do espírito olímpico e características essenciais dos atletas. Valores que são cultuados e estimulados em todos os eventos esportivos da Fundesporte. “É de praxe o acendimento da pira olímpica em nossos jogos, sejam escolares, recreativos, abertos, de esporte educacional ou de alto rendimento. Os sentimentos de solidariedade, de disputa saudável, de valorização da competição e não apenas do resultado são reforçados em cada evento. Então, ter a tocha em nossos municípios também é uma forma de nossos atletas verem que o que eles vivem e aprendem nas competições internas se repete nos Jogos Olímpicos. Isso sem contar que é um modo de participar diretamente dos Jogos Olímpicos Rio 2016“, avaliou o diretor-executivo da Fundesporte, Silvio Lobo Filho.
Participar do Tour da Tocha é ainda uma oportunidade de divulgar o Estado e os atrativos turísticos de Mato Grosso do Sul. Para isso, os municípios com o apoio do Governo do Estado, devem preparar programações especiais para a passagem. Os detalhes ainda estão sendo fechados. O primeiro encontro foi na segunda-feira (4), na Fundtur e contou com a participação do diretor-presidente da Fundesporte.
Fundesporte

Comentários

comentários