Parlamentar britânica Jo Cox morre após ataque; homem é detido

A parlamentar britânica Jo Cox, do Partido Trabalhista, morreu após ser baleada e apunhalada em um ataque nesta quinta-feira (16) em Birstall, perto de Leeds, na Inglaterra.

Parlamentar britânica Jo Cox, do Partido Trabalhista, ficou ferida em ataque nesta quinta-feira (16) na Inglaterra (Foto: Press Association via Reuters)
Parlamentar britânica Jo Cox, do Partido Trabalhista, ficou ferida em ataque nesta quinta-feira (16) na Inglaterra (Foto: Press Association via Reuters)

Ela tinha 41 anos, era casada e mãe de dois filhos.

Um homem de 52 anos foi detido soba a suspeita de praticar do ataque. A polícia investiga relatos de que ele teria gritado “Britain first!”, em referência a um partido de extrema-direita.

Jo Cox foi eleita para o Parlamento para representar Batley e Spen, em Yorkshire, em maio de 2015. Antes de ser eleita, ela trabalhou para a organização internacional Oxfam, uma ONG que presta ajuda humanitária.

Em sua página no Twitter, a parlamentar defendia a permanência do Reino Unido na União Europeia. “A imigração é uma preocupação legítima, mas não é uma boa razão para deixar a União Europeia”, afirmou.

No próximo dia 23, os britânicos devem ir às urnas em um referendo para dizer se querem ou não permanecer na União Europeia. Motivo de divergência entre lideranças políticas na região, a questão também tem dividido a população, como mostram pesquisas de intenção de votos antes do referendo. De um lado estão os pró-saída, que acham que o Reino Unido perde soberania estando sumetido às regras do bloco, com poucas compensações. De outro, os que acreditam que a aliança com os países vizinhos torna a região mais poderosa.

Equipe forense colhe provas na calçada onde ficaram sapatos femininos e uma bolsa após a parlamentar britânica Jo Cox, do Partido Trabalhista, ser morta a tiros em um ataque em Birstall na Inglaterra. As circunstâncias não foram inicialmente esclarecidas (Foto: Phil Noble/Reuters)
Equipe forense colhe provas na calçada onde ficaram sapatos femininos e uma bolsa após a parlamentar britânica Jo Cox, do Partido Trabalhista, ser morta a tiros em um ataque em Birstall na Inglaterra. As circunstâncias não foram inicialmente esclarecidas (Foto: Phil Noble/Reuters)

Campanha suspensa

Após a morte da parlamentar, as campanhas a favor e contra a saída do Reino Unido da União Europeia foram suspensas. O primeiro-ministro David Cameron classificou o ocorrido como uma “tragédia”. “Ela era uma parlamentar comprometida e afetuosa. Meus pensamentos estão com seu marido, Brendan, e suas duas crianças”, escreveu no Twitter.

Comentários

comentários