Para quitar dívida de R$ 3,7 mil, neto mata avó e esconde o corpo na Capital

Uma mulher de 59 anos, identificada como Madalena Mariana de Mattos Silva, foi morta na madrugada da última sexta-feira (13), pelo próprio neto, Weikman Aguinaldo de Mattos Andrade da Silva, 21 anos, que foi criado pelo avó desde os 10 anos de idade. O crime ocorreu no bairro Itamaracá.

Segundo a polícia, Weikman matou a avó para tentar pagar uma dívida de R$ 3,7 mil. Ele teria dado um golpe conhecido como “gravata” na vítima, depois estrangulou e, por fim, bateu a cabeça de Madalena várias vezes no chão, até que ele morresse. Depois, ele lavou a roupa que a avó vestia, limpou o corpo no banheiro da casa, usou uma capa de sofá e um edredom para enrolar o corpo e abandonou em uma estrada vicinal nos fundos do bairro Itamaracá.

Na sexta-feira, familiares não conseguiram mais contato com Madalena e nem com Weikman. O carro da vítima, um Celta, também não foi encontrado na casa. Eles foram até a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da Vila Piratininga, onde fizeram um boletim de ocorrência do desaparecimento da vítima. Uma equipe da perícia foi até a casa e encontraram vestígios de sangue no banheiro.

Na tarde de ontem, após monitoramento na casa onde Madalena morava com o autor do crime, os policiais conseguiram deter Weikman. Ele negou qualquer participação no sumiço da avó, mas não soube explicar onde ela estaria. Na delegacia, ele acabou confessando o crime e disse que venderia os pertences da vítima para quitar uma dívida.

Weikman foi preso e responderá pelos crimes de latrocínio e ocultação de cadáver.

Comentários

comentários