Para deputados do PT prisão de Delcídio ‘e perseguição política’

Os deputados do PT em Mato Grosso do Sul lamentaram a prisão do senador Delcídio do Amaral nesta quarta-feira (25) a pedido do STF (Supremo Tribunal Federal) por obstrução à Justiça e acreditam em perseguição ao Partido dos Trabalhadores.

Deputados da bancada do PT  associam prisão de Delcídio a perseguição
Deputados da bancada do PT associam prisão de Delcídio a perseguição

Há suspeita de que o parlamentar tenha oferecido fuga a Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras, e o pressionado a não fazer delação premiada. Em decorrência disso, policiais federais cumpriram ainda mandatos de busca e apreensão na residência e escritórios do petista em Campo Grande e Brasília (DF).

Amarildo Cruz questionou a prisão sem a autorização do Senado. ” O vale tudo para condenar o PT” seria ainda responsável por atropelar a Constituição Federal, uma vez que a prisão deve ser confirmada em prazo de 24 horas por meio de votação no Senado.Caneta do ministro tem mais força que a Constituição do país hoje em dia. Existem diversas provas contra o Eduardo Cunha, mas não acontece nada”.

O líder da bancada na Assembleia Legislativa Pedro Kemp, afirmou que a autorização da prisão sem a anuência do Senado é arbitrária. “Parece que hoje tudo se volta contra o PT. Tem documentos e provas contra Cunha o [presidente da Câmara dos Deputados] e não acontece nada. Em relação ao Delcídio, ele está sendo condenado antes do tempo”.

Cabo Almi disse que o PT está prejudicado. “Lideranças estão cada vez mais constrangidas, vamos aguardar para ver onde tudo isso vai dar”.

Opinião semelhante do deputado federal Zeca do PT. “Acabei de saber pela imprensa. Tenho que ver o que está por trás disso. Eu tenho que falar com as pessoas. Em principio, o Delcídio é um grande companheiro nosso”, completa.

Comentários

comentários