Operação para prender Fat Family deixa mais um morto no Rio

Mais uma pessoa morreu em decorrência da operação da Polícia Militar do Rio de Janeiro, iniciada no último dia 20, para prender os homens que participaram do resgate do preso Nicolas Labre Pereira de Jesus, 28 anos, o Fat Family. De acordo com o Batalhão do Irajá, no Morro do Chaves, na zona norte da cidade, houve um confronto entre policiais e criminosos armados.

Segundo a polícia, o homem que morreu estava envolvido no confronto armado. Na versão dos policiais, ele estava com um fuzil quando foi encontrado pela polícia e ainda chegou a ser levado para o Hospital Carlos Chagas, mas morreu em seguida.

Fat Family posou para fotos no hospital Foto: Reprodução
Fat Family posou para fotos no hospital Foto: Reprodução

Nos nove dias de operação, pelo menos nove pessoas morreram. Na sexta-feira (24), três foram mortos durante uma operação da Polícia Civil na comunidade Nova Holanda, do complexo de favelas da Maré, zona norte, para recapturar Fat Family. Ele conseguiu fugir antes da chegada dos agentes.

No dia anterior, cinco pessoas já tinham morrido em outro confronto, na comunidade do Rola, em Santa Cruz. Fat Family foi resgatado na madrugada do último dia 19 da enfermaria ortopédica do Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro da cidade.

Ele havia sido baleado no rosto no dia 16 de junho, no Morro Santo Amaro, no Catete, zona sul do Rio, durante uma operação da Delegacia de Combate às Drogas da Polícia Civil.

Agência Brasil

Comentários

comentários