Onças devoram vaca em pousada de Aquidauana

Quatro onças-pintadas foram fotografadas se alimentando de uma vaca morta em uma fazenda no Pantanal de Mato Grosso do Sul. O flagrante foi a cerca de um quilômetro da sede da pousada Aguapé, em Aquidauana, a 131 km de Campo Grande, entre a noite de segunda-feira (13) e a madrugada de terça-feira (14), segundo a gerente da pousada, Joana Tatoni Murano, 33 anos.

A vaca está morta e servindo de alimentação para uma família de felino composta por quatro onças, com idades avançadas
A vaca está morta e servindo de alimentação para uma família de felino composta por quatro onças, com idades avançadas

A constatação da aparição dos felinos só foi possível com a instalação de uma câmera especial, às margens do rio Aquidauana, onde o quarteto foi fotografado atacando uma das vacas do rebanho.

As imagens foram obtidas segunda-feira (12), à noite e de acordo com as informações dos biólogos que freqüentam a fazenda, trata-se da mãe e mais três filhotes, todos com idades avançadas.

Com a aparição dos felinos na localidade, a proprietária da fazenda já contabiliza um prejuízo de duas vacas perdidas em três dias de ataques. O primeiro ataque registrado no fim de semana passada foi descoberto pelos funcionários da fazenda, que chegaram a avistar dois animais.

Domingo (11), eles até chegaram a instalar equipamentos na tentativa de registrar a presença dos animais.

“Nós já tínhamos avistado duas onças-pintadas, mas as imagens da armadilha fotográfica mostram que são quatro. Não é comum ver esses bichos por aqui. Por conta disso, mandamos as imagens para alguns biólogos”, explicou oana Murano. Ela mencionou que existem alguns projetos de conservação ambiental na região, mas nada ligado a onças-pintadas.

Como a configuração da câmera não está atualizada, o horário e data que aparecem nas imagens estão equivocados, informou ela.

Segundo ela, como o imóvel tem um trabalho sobre o ecoturismo, a presença dos animais serve de atrativo. Contudo, outros proprietários podem se sentir incomodados devido aos ataques ao gado.

Comentários

comentários