"Objetivo da Caravana da Saúde é acabar com a fila da vergonha na Saúde", diz Azambuja

Em entrevista ao programa Tribuna Livre, da Capital FM, e ao portal Página Brazil, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB) fez um balanço da etapa de Três Lagoas do programa Caravana da Saúde, do governo do Estado.

Foto Silvio Ferreira
Foto Silvio Ferreira

“O objetivo da caravana é zerar essa fila da vergonha de pessoas que há tantos anos esperam um atendimento digno em Mato Grosso do Sul. Há notícia de pessoas que esperavam há dez anos por um atendimento no estado”, relatou o governador. Azambuja falou ainda da construção do hospital regional de Três Lagoas, que vai abrir 194 leitos na terceira maior cidade do estado.

“No ritmo normal de atendimentos, levaria 3 anos para zerar esta fila vergonhosa da saúde, com a Caravana e o seu legado vamos atender esse montante de pessoas ainda este ano”, comemora o governador,

Depois de falar que Campo Grande será uma das próximas etapas da caravana, e que a capital receberá a maior estrutura do programa, Azambuja relacionou alguns investimentos na saúde na capital: “Fechamos um acordo com o Hospital do Câncer para iniciar nesta quarta-feira (17), as obras da construção de três andares da unidade médica; vamos acabar com esse imbróglio do Hospital do Trauma, e ainda abrir mais 10 UTIs no Hospital Regional”, anunciou.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários