Novamente candidato a prefeito, Suél quer fazer administração classista e socialista

Tentando há anos se eleger como prefeito de Campo Grande, Suél Ferranti, do PSTU, disputará mais um pleito em 2016. Em entrevista ao Página Brazil na manhã desta quarta-feira (24), o candidato disse que, caso seja eleito, a administração será baseada nas reivindicações dos sindicalistas.

Segundo Suél, a candidatura do PSTU visa defender a classe trabalhadora. “A candidatura não é minha, é do partido. Lutamos pelos direitos dos trabalhadores com um projeto classista e socialista”, disse o candidato.

Foto: Kerolyn Araújo
Foto: Kerolyn Araújo

Ainda segundo o candidato, quem vai dizer qual será a prioridade da administração caso seja eleito, será a própria população por meio dos sindicalistas. “Todo o orçamento de Campo Grande quem vai administrar é o trabalhador por meio do representante de cada conselho, seja ele da área da saúde, educação, transporte coletivo, entre outros”, explicou.

No pleito de 2012, Suél concorreu a prefeito de Campo Grande e obteve 1.380 votos, ou seja, 0,31% dos votos válidos.

Comentários

comentários