Nova fase da Coffee Break será de perícia em celulares e mais depoimentos

Depois do depoimento que acontece agora de Elza Cristina Araújo dos Santos Amaral, braço-

promotor Marcos Alex Vera
promotor Marcos Alex Vera

direito do empreiteiro João Amorim, por sua vez investigado por suspeita de corromper vereadores para votarem pela cassação do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), a Operação Coffee Break não deve fazer novas oitivas até o fim da próxima semana.

Segundo informações do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), a próxima fase da operação deve ser composta por análise dos documentos, dos celulares apreendidos no fim de agosto e depoimentos.

Cerca de 20 pessoas já foram ouvidas pelo promotor Marcos Alex Vera, incluindo nove vereadores, empresários e o ex-governador André Puccinelli (PMDB). Outras dez também são aguardadas, dentre elas o ex-prefeito Gilmar Olarte (PP).

Kerolyn Araújo

Comentários

comentários