Neste ano PRF já recupeou 118 carros roubados em Mato Grosso do Sul

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) de Mato Grosso do Sul recuperou de janeiro a agosto deste ano 118 carros roubados, maioria em outros estados. Deste total, 92 foram recuperados nos 250 quilômetros de rodovias federais que cortam a região de Dourados, corredor mais utilizado para levar os veículos para o Paraguai, a serviço de traficantes. Também servem como moeda de troca por entorpecentes ou outros crimes.

Veículo Fiat/Strada Adventure CD, da cidade de Leme (SP) (Foto: Divulgação )
Veículo Fiat/Strada Adventure CD, da cidade de Leme (SP) (Foto: Divulgação )

Este ano teve um aumento de aproximadamente 30% nas apreensões de carros roubados em pelo menos dois meses, segundo a PRF de Dourados. A polícia acredita que esse aumento foi decorrente da necessidade dos traficantes aproveitarem para abastecer os grandes centros durante a Olimpíada, do Rio de Janeiro. “Dourados é a responsável por 70% da quantidade de maconha apreendida no Estado e 80% de veículos roubados”, acrescentou o inspetor da PRF de Dourados, Waldir Brasil.

Normalmente, as abordagens são realizadas em serviço de rotina dos policiais e quase sempre em situações semelhantes, como por exemplo, o ocorrido na noite de terça-feira, por volta das 20, na BR-262, km 140, em Água Clara. A equipe abordou o veículo Fiat/Strada Adventure CD, placas aparentes da cidade de São Carlos/SP, conduzido por um jovem de 27 anos e que levava como passageiro um homem de 37 anos. Os dois se diziam vendedores.

Ao verificar a documentação do veículo os policiais suspeitaram que o CRLV não era verdadeiro, bem como a placa do automóvel tinha características de clone. Diante disso, os policiais fizeram uma busca minuciosa e constataram a existência de adulteração no número do chassi. Foi verificado também, que a placa original do carro é da cidade de Leme (SP), com ocorrência de roubo em 16 de maio em Aguaí (SP).

Ao ser interrogado sobre a origem do veículo, o condutor respondeu que trocou a sua motocicleta Honda/CB 1000R, ano 2012/13, financiada, pelo veículo Fiat/Strada, e assumiu as parcelas do veículo adquirido, disse que a transação comercial se deu numa loja de revenda de veículos usados e que desconhecia que o carro era clonado e roubado.

O motorista foi preso em flagrante pela prática dos crimes de uso de documento falso, receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor. O automóvel foi entregue na Polícia Civil, de Água Clara. O valor de mercado do veiculo é de R$ 38.367,00 . Após perícia técnica, será devolvido ao proprietário.

No interior do veículo foram encontradas diversas ferramentas para usinagem. O condutor apresentou Nota Fiscal falsa bem como não declarou o transporte da mercadoria na Secretaria de Fazenda de Mato Grosso do Sul. Diante do flagrante de sonegação fiscal, a Receita Estadual foi acionada para aplicar as penalidades legais e recolher o ICMS devido. A carga transportada foi avaliada em mais de 20 mil reais. Ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal de Três Lagoas.

Comentários

comentários