Mutirão contra dengue atesta desleixo da população na prevenção

Mutirões da Dengue, realizados nesse fim de semana nos bairros Lajeado, Dom Antônio Barbosa, Parque do Sol e arredores, comprovaram que 86,2% dos focos de infestação do mosquito Aedes aegypti estão nas residências, conforme comprovado pelas equipes compostas por mais de 100 agentes, fiscais da vigilância sanitária, supervisores, equipes de soldados do Exército Brasileiro e trabalhadores do Proinc e demais envolvidos nas ações de combate à epidemia de Dengue, Chikungunya e Zica vírus. As ações tiveram como estrutura pás-carregadeiras e caminhões.

Maioria dos focos de infestação do mosquito Aedes Aegypti está nas residências (Foto: Divulgação)
Maioria dos focos de infestação do mosquito Aedes Aegypti está nas residências (Foto: Divulgação)

Conforme constatou o secretário municipal de Saúde, Ivandro Corrêa Fonseca, que acompanhou o trabalho das equipes, foram detectados focos em caixas d’água descobertas, pneus de veículos automotores e bicicletas estocados em residências, além de outros recipientes onde os vetores se proliferam.

“Nosso objetivo é um esforço concentrado para evitar que a população adoeça e busque o atendimento médico apenas como medida curativa, ou seja, buscar a cura após a doença. Precisamos conscientizar a população das ações preventivas. Nosso objetivo não é curar o cidadão, mas evitar que eles adoeçam.

O melhor agente de saúde é o cidadão, ele é quem deve, nesse momento de epidemia, cuidar do seu espaço e conscientizar seus vizinhos das ações que impeçam a proliferação do Aedes aegypti. A Prefeitura de Campo Grande tem feito todos os esforços no combate aos focos, mas apenas a ação pública é pouco. Precisaremos também da imprensa alertando a população para a sua corresponsabilidade”, enfatizou o titular da Sesau, Ivandro Fonseca.

Durante o mutirão de força tarefa realizado neste final de semana na Região, imenso número de focos de mosquito foram detectados. Parcela da população aguarda que os agentes “limpem seus quintais”, quando a função principal é de orientação. Segundo a Prefeitura da Capital, a coleta de lixo está normalizada. Neste sentido, todo lixo e objetos a serem descartados devem ser ensacados para que seja feito seu recolhimento.

Comentários

comentários