Municípios do Interior decretam situação de emergência por causa das chuvas

Cratera aberta pela chuva em Paranhos – Foto: Jaime Mel

Paranhos, Naviraí, Itaquiraí e Japorã decretaram situação de emergência em decorrência dos estragos causados pela chuva. Em Paranhos, a chuva arrastou a ponte de madeira sobre o Rio Iguatemi, na região conhecida como venda do Português, a cerca de 50 km do centro de Paranhos, que era utilizada por produtores, ônibus escolares, indígenas e assentados.
Em Naviraí, um vendaval destruiu uma plantação de milho de aproximadamente 2 mil hectares no início do mês e a enxurrada causou muitos prejuízos materiais na cidade, principalmente em bairros sem pavimentação, abrindo crateras no terreno arenoso.

Em Itaquiraí, a chuva causou alagamentos no perímetro urbano e na zona rural, abrindo buracos em vias públicas, derrubando postes de iluminação pública, rompendo ramais de fornecimento de água potável e rompendo galerias de águas pluviais.

No extremo sul do estado, Japorã também registrou um grande acumulado de chuva que resultou em alagamentos e erosões. Em Amambaí, onde cabeceiras de pontes foram danificadas, estradas de terra ficaram intransitáveis, a prefeitura deve decretar situação de emergência nas próximas horas.

Outros municípios que foram afetados e estudam decretar estado de emergência são Caarapó, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Iguatemi, Tacuru, Eldorado, Mundo Novo e Juti.

Os prefeitos de todos estes municípios se reuniram na quinta-feira (16) com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para solicitar a realização de uma força tarefa para amenizar os estragos causados pelas chuvas.

Silvio Ferreira, com informações Sul News

Comentários

comentários