Mulher que bate como homem tem que apanhar, diz deputado

Em meio a um desentendimento entre deputados no plenário da Câmara, o líder da bancada da bala, Alberto Fraga (DEM-DF), disse nesta quarta-feira (6) que a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) merecia apanhar. “Mulher que bate como homem tem que apanhar como homem”, repetiu o parlamentar, depois que a colega reclamou de uma agressão.

Alberto Fraga autor das declarações
Alberto Fraga autor das declarações

A confusão começou em uma discussão entre o deputado Roberto Freire (PPS-SP) e Orlando Silva (PCdoB-SP), que divergiam sobre uma manifestação da Força Sindical, que jogou cédulas falsas de dólares no plenário da Câmara.

Enquanto Orlando Silva falava, Freire bateu nas costas do deputado do PCdoB. Jandira tentou intervir, mas o parlamentar do PPS tirou o braço dela com força. Depois de reclamar, a deputada ouviu a frase do parlamentar do DEM, que gerou protestos da bancada feminina.

Jandira Feghali promete processar o deputado por quebra de decoro parlamentar. “O que envergonha é que deputados, por causa de uma posição política, sustentem uma postura dessa. O que ele disse ali é uma coisa absolutamente fora de qualquer contexto”, disse a deputada, que foi relatora da Lei Maria da Penha.

Após a confusão, Freire disse que provavelmente tivesse tirado o braço de Jandira com força e pediu desculpas por isso.

Comentários

comentários