Mulher entra com ação na Justiça contra todos os homossexuais do mundo

Americana pede às autoridades que a homossexualidade não seja permitida por lei, pois ‘vai contra os princípios divinos’

EUA – Uma mulher do estado de Nebraska, nos Estados Unidos, entrou com uma ação na Justiça contra todos os homossexuais do mundo. Em uma carta de sete páginas escrita à mão, a americana Sylvia Driskell, de 66 anos, que atua como sua própria advogada, descreve a homossexualidade como “uma abominação e um ato contra a natureza” e acusa os gays de quebrarem “as leis religiosas e morais”.

Público toma as ruas de São Paulo durante parada gay Foto:  Ag. News
Público toma as ruas de São Paulo durante parada gay
Foto: Ag. News

De acordo com o ” NBC News “, a mulher pede às autoridades que a homossexualidade não seja permitida por lei, pois “vai contra os princípios divinos”. Ela se descreve como embaixadora de Deus e Jesus Cristo e afirmou que os Estados Unidos nunca foi tão “sitiado pelo pecado”.

Sylvia cita trechos da Bíblia na carta e defende a condenação dos homossexuais, pois afirma que “os gays sabem que estão pecando, mesmo aqueles que se escondem no armário”.

O DIA

Comentários

comentários