Mulher desiste de lutar contra os pelos e diz que barba a deixou mais confiante

Desde a adolescência, Rose Geil, de 39 anos, raspava os pelos que cresciam em seu rosto diariamente por causa de alterações hormonais. Mas decidida a aceitar sua condição e cansada de lutar, ela decidiu parar de raspá-los e depilá-los. Ela diz que após a mudança, nunca se sentiu tão sexy, confiante e feliz. Segundo o jornal “Daily Mirror”, a norte-americana de Oregon notou pela primeira vez os cabelos brotarem em suas costeletas quando chegou à puberdade. Logo os pelos começaram a aparecer no queixo, lábios, peito e bochechas.

Rose Geil decidiu assumir os pelos e se sente mais feliz Foto: Reprodução do Facebook
Rose Geil decidiu assumir os pelos e se sente mais feliz Foto: Reprodução do Facebook

“Deixar a barba crescer me tornou mais confiante. Me sinto muito bem com a minha barba, como eu eu nunca me senti antes. É uma sensação incrível”, disse Rose, que há oito meses deixou de se barbear. Segundo ela, os pelos atrapalharam a vida social. Ela nunca pôde, por exemplo, dormir na casa de amigas porque precisava acordar cedo para fazer a barba. “Meus amigos não sabiam, e eu escondi isso muito bem. Foi cansativo. Eu não sabia do impacto emocional até ficar mais velha. Eu pensava que era uma angústia adolescente normal”, contou.

Rose parou de se barbear há 8 meses Foto: Reprodução do Facebook
Rose parou de se barbear há 8 meses Foto: Reprodução do Facebook

Rose tentou esconder a condição dos amigos e familiares, mas um dia sua mãe viu seu rosto numa manhã de sábado, quando ela tinha esquecido de fazer a barba. Em vez de obter o apoio que ela queria, a família de Rose decidiu não falar sobre o assunto. “Acho que meus pais não sabiam como me apoiar quando eles descobriram que eu me barbeava. Minha mãe e eu tivemos uma breve conversa sobre a necessidade de parar de barbear, mas é claro que eu sabia que não podia. Eu sabia que nunca seria capaz de parar. Minha mãe não me apoiava o suficiente, e me levou para ver um médico e tomei pílulas anticoncepcionais e outros medicamentos, mas não adiantou”, contou a mulher, que acredita os pelos são fruto de uma combinação de Síndrome do Ovário Policístico e genética.

Rose está mais feliz com a barba Foto: Reprodução do Facebook
Rose está mais feliz com a barba Foto: Reprodução do Facebook

Ao longo da adolescência e juventude, Rose tinha tanta vergonha dos pelos que usava mangas compridas e gola alta alta para esconder os do peito e dos braços. Ela também passou por procedimentos de depilação a laser que foram ineficazes.

Comentários

comentários