MS tem R$ 168 milhões para receber como compensação da Lei Kandir

Ao participar ontem do III encontro do Fórum de Governadores do Brasil Central, Reinaldo Azambuja (PSDB) disse que Mato Grosso do Sul tem R$ 79 milhões a receber referentes a 2014, que serão pagos em quatro parcelas a partir de outubro até janeiro de 2016.

Governadores durante o ato (Foto: Divulgação )
Governadores durante o ato (Foto: Divulgação )

“Isso sem falar no montante de 2015, cerca de R$ 89 milhões, sem previsão de pagamento. A União cobra dos Estados o pagamento das dívidas, mas precisa também cumprir com seus compromissos”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.

Reinaldo sugeriu aos demais governadores que convidem, para o próximo encontro do bloco, em Campo Grande no próximo dia 2 de outubro, os 18 senadores dos seis Estados do Brasil Central, para angariar representatividade e força política junto ao Governo Federal, bem como para apresentar-lhes a importância da construção de uma lógica de desenvolvimento regionalizado.

“É muito importante nossa unidade e o fato de trabalharmos em conjunto. Não tenho dúvidas que os ganhos da criação de uma lógica regional de desenvolvimento nesse Brasil real será o responsável pela salvação do país”, destacou Reinaldo durante o encontro.

Em Palmas, os governadores assinaram o protocolo de intenções que regulamenta a criação e funcionamento do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Brasil Central, e encaminharam uma mensagem às Assembleias Legislativas dos seis Estados para aprovação do projeto em questão.

“Este é um projeto que vai ajudar muito o Brasil, principalmente em um momento como este que estamos vivendo, já que esta discussão não ficará restrita apenas ao Brasil Central, mas se estenderá a todo o país”, destacou o anfitrião do encontro, governador de Tocantins, Marcelo Miranda.

Além de Reinaldo Azambuja e Marcelo Miranda, integram os blocos os governadores Marconi Perillo (GO), Rodrigo Rollemberg (DF), Confúcio Moura (RO) e Pedro Taques (MT). Os entes federados representados no Fórum respondem por 25% do território nacional, 45% da produção bovina brasileira e 26% de toda a produção agropecuária nacional. Com informações da assessoria.

Comentários

comentários