MS registra mais 11 mortes por H1N1 e total chega a 63

Subiu para 63 o número de mortos por Influenza A H1N1 em Mato Grosso do Sul, segundo boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (22) pela SES (Secretaria de Estado de Saúde). São 11 casos a mais do que os que já haviam sido confirmados no boletim anterior, publicado há uma semana.

Estoques de doses de vacina contra Influenza foram reforçados em várias cidades
Estoques de doses de vacina contra Influenza foram reforçados em várias cidades

Isso significa que os casos de mortes foram confirmados pelas análises laboratoriais neste período de tempo como sendo pela doença, mas não que todos tenham morrido na última semana. De qualquer forma, o quantitativo é preocupante.

O ano em que Mato Grosso do Sul havia registrado o maior volume de mortes pela doença era 2009 e ainda assim foram 26, ou seja, menos da metade do contabilizado este ano até o momento. Não houve mortes por H1N1 em 2010 e 2011.

Já em 2012 foram oito casos de óbito, em 2013 apenas quatro. Em 2014 foram 21 e em 2015 somente uma pessoa morreu.

Das mortes registradas em 2016, a maioria foi em Campo Grande (18), seguido de Naviraí (7), Dourados (3), Caarapó (3), Aquidauana (2), Bataguassu (2), Corumbá (2) Ivinhema (2), Jardim (2), Laguna Caarapã (2), Maracaju (2), Rio Brilhante (2) e Três Lagoas (2).

Também registraram uma morte cada, as cidades de Água Clara, Antônio João, Costa Rica, Coxim, Douradina, Glória de Dourados, Juti, Nova Andradina, Ponta Porã, Ribas do Rio Pardo, Rio Verde do MT, Santa Rita do Pardo, São Gabriel do Oeste e Terenos.

Além das mortes por H1N1, também foi registrada este ano em Campo Grande uma morte por Influenza “B” e uma por Influenza “A” não subtipado. Com estas, os óbitos por gripe são um total de 65 este ano no Estado.

Casos notificados e confirmados

A quantidade de casos notificados subiu. Está em 1.042 notificações de influenza, sendo 116 a mais do que na semana passada quando estava em 926 casos. O montante de casos confirmados também é maior. Totalizou 324 por H1N1, sendo 53 a mais do que há uma semana.

A maioria dos confirmados para a doença estão em Campo Grande (90), seguido de Dourados (28), Naviraí (27), Nova Andradina (15), Ponta Porã (14), Aquidauana (13), Carapó (11) e Laguna Caarapã (10). Outras 38 cidades também registram casos da doença.

Ainda conforme o boletim, do total de notificados, há um caso confirmado de Influenza A H3N2 e um de Influenza A não subtipado em Campo Grande. Oito de Influenza B foram confirmados em Aquidauana (1), Bonito (1), Campo Grande (4), Coxim (1) e Rio Brilhante (1).

Comentários

comentários