MS tem pior saldo de empregos para agosto em 12 anos

Mato Grosso do Sul fechou 1.487 vagas de emprego em agosto, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira (25). O resultado é o pior para o mês em 12 anos. É a primeira vez nesse período que demissões ocorrem em agosto.

Indústria de transformação foi a que mais apresentou redução de empregos - Foto: Divulgação
Indústria de transformação foi a que mais apresentou redução de empregos – Foto: Divulgação

Conforme o Caged, os setores que mais contribuíram para o resultado foram indústria de transformação (-720) e comércio (-509). Também tiveram demissões serviços (-219), construção civil (-199), extrativa mineral (-28) e administração pública (-3). Dois setores registraram saldo positivo: agropecuária (152) e serviços industriais de utilidade pública (39).

Nos oito primeiros meses de 2015, houve redução de 126 postos de trabalhos no estado, na chamada série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo. Já nos últimos 12 meses, foram 11.406 demissões.

Municípios

Coxim, cidade distante 257 quilômetros de Campo Grande, registrou 54 empregos gerados em julho e lidera o ranking dos municípios sul-mato-grossenses com mais de 30 mil habitantes, de acordo com o Caged.

Na sequência, aparecem Aquidauana (30), Ponta Porã (40), Maracaju (31), Aquidauana (30), Amambai (16), Sidrolândia (11) e Rio Brilhante (8).

Os municípios que registraram demissões foram Corumbá (-23), Três Lagoas (-72), Naviraí (-89), Paranaíba (-106), Nova Andradina (-126), Dourados (-416) e Campo Grande (-738).

Comentários

comentários