MPE investiga prefeito por famílias enterrarem próprios parentes em cemitério

O Ministério Público Estadual (MPE) divulgou nesta quinta-feira (25) que abriu inquérito para investigar o prefeito de Bandeirante, Marcio Faustino de Queiroz (PSD).

Famílias enterraram os próprios parentes - Foto: Edição de Notícias
Famílias enterraram os próprios parentes – Foto: Edição de Notícias

Ele terá de responder por suposta prática de improbidade administrativa em razão da prefeitura não ter providenciado serviços de coveiro para enterrar os corpos no Cemitério Municipal de Bandeirantes.

A investigação é comandada pelo promotor de Justiça Pedro de Oliveira Magalhães e agora o prefeito deve ser notificado da abertura da apuração.

Segundo a denúncia, familiares de dois mortos em um acidente que aconteceu na BR-163, em Jaraguari (MS), no dia 15 de junho de 2014, tiveram que fazer as covas para enterrar os corpos no cemitério municipal de Bandeirantes, a 66 quilômetros de Campo Grande.

Segundo os familiares, o cemitério não tinha coveiro para fazer o serviço. A prefeitura na época negaoua acusação dos parentes das vítimas.

O irmão de um dos mortos, relatou que durante o velório do dia 16, um amigo percebeu que o cemitério estava fechado. Por isso, eles foram ao local e viram que as covas não tinham sido feitas.

Conforme o irmão, um homem apareceu dizendo que era o coveiro e que estava afastado por conta de dores nas costas e que não teria outra pessoa para cavar. “Ele disse que tinha as ferramentas e então me deu. Tivemos que fazer o serviço”, contou.

“Estávamos desesperados porque o corpo do amigo do meu irmão estava passando da hora de enterrar. Nem pudemos esperar o cimento secar”, disse, destacando ainda que os familiares e amigos tiveram que descer os caixões e concretar as covas. “Eu não desejo que isso aconteça com ninguém.”

Comentários

comentários