Movimentos sociais liberam rodovias federais em MS

Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais de Mato Grosso do Sul (MST-MS) liberaram as rodovias federais, interditadas desde o início desta manhã (27). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o número de manifestantes em cada trecho era de cerca de 100 pessoas. Apenas o trecho de Nova Andradina, no km 136, da BR-267, permanece interditado.

Protesto realizado em rodovia de Dourados
Protesto realizado em rodovia de Dourados

Líderes do movimento informaram que o protesto é pela reforma agrária popular, reforma política, contra o fechamento do Ministério do Desenvolvimento Agrária, contra a Reforma da Previdência e em defesa da democracia. Diversos movimentos ligados a trabalhadores rurais também estão no local.

Em Terenos, na altura do Km 371, BR-262, a liberação total ocorreu às 11h05. Ao mesmo tempo, em Ribas do Rio Pardo, o km 232, também foi liberado. No município de Dourados, altura do km 7, na BR-463, a liberação ocorreu às 11h10 (de MS). Já em Naviraí, na altura do km 104, Br-163, não há mais interdição e também encerrou o congestionamento, que chegou a 8 km.

Os movimentos de luta informaram que bloquearam também a BR-262 em Três Lagoas, BR-262 em Terenos, BR-163 em Rio Brilhante, BR-267 em Casa Verde e a BR-060 em Sidrolândia.

Comentários

comentários