Motociclista que morreu atingida por carreta tentava fazer ultrapassagem

A motociclista Alyne Ribeiro Farias, de 26 anos, morreu ao ser atingida por uma carreta bitrem no fim da tarde desta terça-feira, dia 21 de fevereiro, no Indubrasil, bairro localizado no extremo oeste de Campo Grande.

Vítima morreu no local, segundo o Corpo de Bombeiros (Foto: Emerson Arce/TV Morena)

A carreta seguia pela rua Indaiatuba, quando foi realizar uma conversão à direita para entrar na rua Prainha e atingiu a motocicleta onde estava Aline, que tentou realizar uma ultrapassagem por aquele lado.

Conforme o apurado pelo site Campo Grande News, ela estava indo buscar uma das filhas na creche. Segundo o registro policial, a mulher, que estava em uma motocicleta Honda Titan CG, não possuía habilitação. A morte de Aline foi instantânea.

Ela bateu na cabine da carreta e ficou presa no espaço entre o pneu dianteiro direito e a suspensão do veículo. O Corpo de Bombeiros foi acionado para retirar o corpo dela do local com uso de desencarcerador.

Alyne morreu aos 26 anos – Foto: Reprodução/Facebook

O acidente aconteceu no cruzamento das ruas Prainha e Indaiatuba – a última dá continuidade à rodovia BR-262 e recebe intenso tráfego de veículo, muitos deles de grande porte por causa do distrito industrial.

 

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, o motorista não apresentou embriaguez no teste do bafômetro e estava em baixa velocidade no momento do acidente. Ele contou que não viu a ultrapassagem, apenas ouvindo o barulho da colisão.

Equipes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) também chegaram a ser acionadas para auxiliar os trabalhos no local. A Polícia Civil foi chamada para cuidar do caso, que foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro como acidente de trânsito com vítima fatal, provocado pela própria vítima.

Comentários

comentários