Motociclista fura o sinal vermelho bate em Hilux e fica gravemente ferido

Um motociclista de 20 a 25 anos, que não teve a identidade revelada, teve traumatismo craniano encefálico grave em decorrência de uma colisão com uma caminhonete Toyota Hillux na tarde desta terça-feira (26) no cruzamentos da Rua Antônio Maria Coelho esquina com a Avenida Calógeras na Capital. Ele teria desrespeitado a sinalização e avançado o sinal vermelho.

Segundo o Corpo de Bombeiros o motociclista foi encaminhado em estado grave para a Santa Casa de Campo Grande onde passará por exames complementares. Ele pilotava uma moto CBX 250 Twister vermelha placa MZZ 2518 e seguia pela rua Antônio Maria Coelho quando ao atravessar a Calógeras atingiu a caminhonete com placas de Rio Branco (AC), do lado do passageiro.

A caminhonete ficou com a porta danificada, Foto Ivan Silva
A caminhonete ficou com a porta danificada, Foto Ivan Silva

A condutora da Hillux, de 28 anos, que também não teve a identidade divulgada, levava duas crianças filha e sobrinha de 8 e 10 anos ao médico, A mais nova também foi socorrida pelo SAMU, mas apenas com escoriações.

Amotocicleta teve o garfo do guidão quebrado e a roda dianteira ficou pendurada Foto Ivan Silva
Amotocicleta teve o garfo do guidão quebrado e a roda dianteira ficou pendurada Foto Ivan Silva

O esposo da motorista da caminhonete, Adriano Morais de Melo de 50 anos foi ao local do acidente. Ele disse que o sinal estava verde na Calógeras e que “e o motociclista furou o sinal vermelho em alta velocidade, Olha só o estrago”, disse ao apontar para a parte amassada da Hillux. De acordo com o relato de testemunhas ao empresário, o condutor da moto aproveitou que o sinal ficou amarelo e acelerou para passar o cruzamento.

Motociclista foi encaminhado em estado grave para a Santa Casa de Campo Grande  Foto Luana Campos
Motociclista foi encaminhado em estado grave para a Santa Casa de Campo Grande Foto Luana Campos

A caminhonete ficou com a porta danificada, enquanto a motocicleta teve o garfo do guidão quebrado e a roda dianteira ficou pendurada.

Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) também atendeu a ocorrência. O cruzamento foi parcialmente interditada e o trânsito ficou lento durante o socorro às vítimas.

Luana Campos com Jackson Nogueira

Comentários

comentários