“Mortes no trânsito podem ser evitadas”, ressalta comandante do BPtran

As mortes no trânsito não só da Capital, mas em todo Estado, é um assunto que sempre chama atenção das autoridades. Na manhã desta terça-feira (19), o comandante do Batalhão de Policia Militar de Trânsito (BPtran), Tenente Coronel Renato Tolentino, falou um pouco das ações realizadas para reduzir o número de mortes em acidentes de trânsito.

De acordo com o comandante, no mês de janeiro foram registrados oito mortes no trânsito; em fevereiro cinco, sendo todos motociclistas. Em março, que foi um mês considerado bom, apenas um óbito foi registrado. “Infelizmente no último sábado tivemos três mortes no trânsito da Capital. A sociedade tem que se chocar com esses números, já todas essas mortes poderiam ser evitadas”, relatou Tolentino.

Ainda segundo o comante, ações simples podem evitar que o número de acidentes e mortes no trânsito aumentem, como a direção defensiva. “Os condutores devem ter mais cuidado quando estão dirigindo, obedecendo a sinalização e os limites de velocidade. Outro ponto importante é a embriaguez. Álcool e direção não combinam”, ressaltou.

Para tentar reduzir esses números, a polícia está fazendo várias ações, entre elas a fiscalização, principalmente nas áreas da periferia da cidade.

Comentários

comentários