Morre árbitro colombiano que expulsou Pelé e foi substituído

VEJA/JP

Guillermo “El Chato” Velásquez (de camisa preta), em evento recente na sede da Fifa (Foto: Federación Colombiana de Fútbol/Reprodução)

Morreu aos 84 anos o ex-árbitro colombiano Guillermo Velásquez, protagonista de uma das histórias mais recordadas da carreira de Pelé. Foi ele quem, em 1868, expulsou a estrela do Santos em um amistoso e, por causa da revolta dos torcedores, teve de deixar o campo para Pelé retornar. Velásquez morreu em Medellín, vitima de complicações na saúde, de acordo com informou sua família nesta segunda-feira.

Árbitro de destaque na Colômbia entre 1957 e 1982, Guillermo “El Chato” Velásquez esteve em quatro Jogos Olímpicos e na Copa do Mundo de 1970, no México. O episódio envolvendo Pelé aconteceu em 18 de junho de 1968. Na ocasião, ele foi escalado para apitar o amistoso entre a seleção colombiana e o Santos.

Com grande número de presentes no estádio El Campín, em Bogotá, para ver o camisa 10 santista, o árbitro não hesitou em expulsar Pelé por ter cometido uma falta sobre o zagueiro Luis Eduardo Soto no fim do primeiro tempo. Segundo Velásquez, Pelé o teria insultado depois da marcação da infração.

Revoltados com a expulsão, os atletas do Santos protestaram contra a arbitragem, que também sofreu com as reclamações da torcida para o retorno do brasileiro ao jogo. Foi então que a Federação Colombiana de Futebol decidiu substituir Velásquez pelo bandeirinha e permitiu o retorno de Pelé para o segundo tempo. No fim, vitória dos brasileiros por 4 a 2.

Comentários

comentários