Mochi divulga economia de R$ 20 milhões nos custos da Assembleia

Junior Mochi, Presidente da Assembléia Legislativa de MS. (Foto: Paulo Francis)
Junior Mochi, Presidente da Assembléia Legislativa de MS. (Foto: Paulo Francis)

O presidente da Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Junior Mochi (PMDB), apresentou o relatório das atividades realizadas ao longo do ano de 2015 em uma das últimas sessões plenárias antes do recesso parlamentar. Um dos principais pontos abordados foi em relação a redução do custeio financeiro da casa, que pode ser considerada um grande feito deste primeiro ano de mandato, levando em consideração a situação econômica que o país vive.

O presidente da casa de leis contou à Página Brazil na tarde desta segunda-feira (21), que o ano de 2015 foi iniciado com o objetivo e o compromisso de fortalecer institucionalmente o poder legislativo Estadual, por meio de varias ações como de gestão interna, na atuação parlamentar e também  na relação externa com os outros poderes.

“Diante disso nós executamos todo um planejamento e uma plano de ações pra chegar ao fim do ano poder olha para trás e dizer que valeu a pena, apesar de todas as dificuldades e obstáculos ao longo do ano, nós conseguimos ter um resultado bastante positivo. Do ponto de vista das ações internas, uma das ações iniciais foi instituir o colégio de lideres, onde você passa a ter decisões compartilhadas tanto em questões internas, quanto no que diz respeito a pauta das seções”,explica.

Junior Mochi conta que foi desenvolvida ações para economizar os recursos da Assembléia e permitir que o mesmo junto ao poder executivo pudesse ser utilizado na melhoria e nos investimentos das políticas públicas, principalmente na área de saúde, educação e segurança. De um total de R$ 212.424.000,00 do orçamento de 2015, foram gastos somente R$ 192.329.000,00.

“A Assembléia tem o direito de 2,9% da receita corrente liquida do Estado, este ano por conta deste valor, dentro do orçamento do Estado e aquilo que foi efetivamente executado, houve uma economia em torno de 20 Milhões de Reais. Todas as informações estão disponibilizadas no Portal da Transparência, basta o cidadão acessar o site da Assembléia Legislativa”, afirma.

Em relação as pautas da casa, o deputado destaca que a Assembléia Legislativa votou este ano mais de 300 matérias, quase 50% a mais em relação ao ano anterior, no que se diz respeito a projetos de leis e emendas constitucionais. No caso de audiências públicas, foram 350% a mais.

“Nós discutimos os mais variados assuntos, recebemos os mais diversos segmentos e as demandas da sociedade, como médicos, Santa Casa, Fetems, OAB, ACICG, caminhoneiros, enfim várias instituições envolvendo os problemas que surgiram ao longo do e a Assembléia abriu as portas, para que nosso trabalho pudesse ir de encontro com os anseios da sociedade”, conta.

O parlamentar frisa que diante de todos os resultados apresentados neste ano, ao seu entender 2015 foi um ano bom, de bastante evolução. Sabe-se que ainda há pontos para serem melhorados, porem a experiência de 2015 sinaliza o caminho a ser seguido.

Mochi aproveitou a oportunidade para falar sobre a notícia do Concurso público da Assembléia Legislativa com previsão para abril de 2016. Ele explica que já foi criada a comissão de organização do concurso, e no momento está sendo trabalhado o edital para a contratação da empresa através de um processo licitatório, na qual será responsável na elaboração e aplicação das provas e seleção dos candidatos aprovados.

“Dentro do nosso cronograma, queremos estar realizando o concurso no mês de abril, para que até no mês de março, junho, mais tardar no final do primeiro semestre, dar posse aos aprovados. Queremos fazer um concurso direcionado a cargos técnicos da casa, ou seja, cargos que os funcionários efetivos possam independente de quem seja o presidente, dar suporte, transmitir seus conhecimentos e dar segurança institucional a Assembléia Legislativa”, finaliza.

Paulo Francis

Comentários

comentários