Ministro Edinho Silva defende Lula e diz que ex-presidente é honesto e íntegro

Nunca houve  "absolutamente  nada"  contra  Lula, disse o ministro da Secom. (Foto: Arquivo/Agência Brasil)
Nunca houve “absolutamente nada” contra Lula,
disse o ministro da Secom. (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

O ministro da Secretaria da Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, Edinho Silva, defendeu hoje (27) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Durante evento de comemoração aos 36 anos do PT, no Rio de Janeiro, o ministro disse que Lula é honesto e nunca houve “absolutamente nada” contra ele.

O ex-presidente está sendo investigado por supostas irregularidades na compra da cota de um imóvel no Guarujá, no litoral paulista.

“O Lula já foi investigado de todas as formas que você pode imaginar. Inclusive, sua história e sua conduta, em todo processo eleitoral, sofre uma devassa. Estamos falando de um homem que é a maior liderança popular da história do Brasil. É um homem honesto, íntegro. Nunca teve absolutamente nada contra o Lula”, disse Edinho Silva.

Segundo o ministro, Lula não é contrário às investigações, mas espera que elas não sejam usadas por motivos políticos, com o objetivo de destruir sua imagem pública.

“Certamente, ele tem esclarecimentos para todas as questões que estão sendo levantadas. O que nós não concordamos, e ninguém concorda, é que se utilizem questionamentos para se fazer um processo de destruição pública da sua imagem. E não vão conseguir. Alguém que tem o lastro que ele tem dentro da sociedade brasileira não será destruído por uma ação que, no meu entender, está dentro de uma conjuntura específica, de um recorte histórico específico. E ele é maior do que tudo isso. Equivoca-se quem acha que destrói o Lula por acusações em um momento político como esse”, acrescentou o ministro.

Edinho também disse que as relações de Lula com a presidenta Dilma Rousseff são as melhores possíveis. “O Lula não é presidente. Ele é ex-presidente da República. E ele sabe se portar como ex-presidente da República. Quem tem a responsabilidade de governar o Brasil é a presidenta Dilma. Agora, é bom para o Brasil quando eles conversam. É bom para o Brasil quando eles trocam experiência, impressões.”

Comentários

comentários