Milionário tem alta do hospital após passar por cirurgia

O cantor Milionário, de 75 anos, que passou por uma cirurgia do coração na última segunda-feira (15), em São José do Rio Preto (SP), teve alta nesta segunda-feira (22) e já deixou o hospital.

Segundo a filha do cantor, Joana Matos, ele ainda permanece na cidade para exames, mas poderá voltar em breve a Mogi Mirim (SP), onde mora. Apesar da alta, o cantor ainda deve continuar de repouso e só poderá voltar aos palcos depois de mais de dois meses de recuperação.

Milionário, da dupla com José Rico, passou por cirurgia em Rio Preto  (Foto: Divulgação)
Milionário, da dupla com José Rico, passou por cirurgia em Rio Preto
(Foto: Divulgação)

Pausa para repensar carreira

A filha do cantor afirmou que o pai deve usar o repouso para repensar a carreira. “Ele tem esse tempo de repouso e deve usar para pensar se continuará na carreira solo ou não. Vamos ver o que será o melhor para ele. Ele tinha agenda para cumprir até setembro, em contratos feitos com a dupla Milionário e José Rico ainda. Pelo que sei o empresário da dupla está vendo como será feito”, afirma a filha.

Exame e cirurgia

A cirurgia foi realizada no Hospital Beneficência Portuguesa. Segundo a equipe, Milionário fez uma avaliação cardíaca há duas semanas e, durante a avaliação, foi solicitada a cirurgia. O empresário do sertanejo não foi encontrado para mais detalhes.

Conforme a equipe médica, um ecocardiograma feito no cantor sertanejo mostrou um estreitamento da válvula aórtica e ficou definido que ele deveria passar por uma cirurgia, caso contrário poderia ter um infarto agudo do miocárdio.

Milionário foi internado no domingo (14) e a cirurgia foi realizada na manhã desta segunda-feira (15), durando quase cinco horas. “O Milionário veio fazer uma avaliação conosco, com relação a uma doença coronariana. Solicitamos o cateterismo, que foi realizado na quinta-feira, que confirmou a doença com lesões críticas. A conduta para esse procedimento era a cirurgia de revascularização do miocárdio, com duas pontes de safena e uma mamária. Paralelamente foi realizado um ecocardiograma, que indicou um estreitamento da válvula aórtica, que chamamos de Estenose aórtica”, explica Leal.

Ainda conforme o médico, a cirurgia não foi de urgência, mas sim, eletiva. “Ele já tinha alguns exames realizados e veio para uma segunda opinião e, nessa avaliação, entendemos que ele deveria passar por alguns exames para confirmar o diagnóstico”, comenta o médico.

G1

Comentários

comentários