Metrô faz simulado contra ação terrorista na Estação Maracanã

A concessionária MetrôRio realizou hoje (19) pela manhã, na Estação Maracanã, zona norte do Rio de Janeiro, mais uma simulação de segurança para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. A ação contra a ameaça terrorista foi desencadeada por integrantes das Forças Especiais da Marinha, Exército e Aeronáutica. O objetivo é preparar as equipes para situações de emergência.

O treinamento começou com o acesso de um suspeito armado à Estação Maracanã, que feriu dois funcionários da concessionária e fez outros quatro reféns em uma composição. No desfecho do exercício, equipes especializadas em antiterrorismo retomaram a composição usando táticas de incursão e tiro seletivo. O treinamento envolveu 120 profissionais das Forças Armadas e do MetrôRio.

dyoz1imeynbefm0fd74wmghmn

De acordo com o diretor de Operação do MetrôRio, Daniel Habib, “reunir as forças de segurança militares em um simulado garante uma troca de conhecimento valiosa, que contribui com nossa preparação para atuar em situações de emergência”.

Ambientação

Coordenador geral do Comando Conjunto de Prevenção e Combate ao Terrorismo, o general Mauro Sinott Lopes disse que o comando é uma estrutura temporária criada pelo Ministério da Defesa para conduzir as atividades de enfrentamento ao terrorismo durante os Jogos Olímpicos Rio 2016, em coordenação com o Ministério da Justiça e Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

“O treinamento faz parte do calendário de preparação final das tropas para os jogos e visa a ambientar os militares em seus locais de eventual atuação, oportunidade na qual eles poderão lapidar meses de preparação”, acrescentou o militar.

Este foi o terceiro treinamento realizado pelo MetrôRio este ano. O primeiro foi realizado em parceria com a Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), da Polícia Civil. O segundo ocorreu em junho, em conjunto com o Comando de Operações Especiais, com a polícia francesa Raid (Unité de Recherche, Assisance, Intervention et Dissuasion) e com o Batalhão Tonelero de Operações Especiais de Fuzileiros Navais.

Agência Brasil

Comentários

comentários