Messi derruba Neuer com golaço. Neymar marca. E Barça constrói grande vantagem sobre o Bayern

Craque argentino desequilibra clássico. No fim, brasileiro fecha o caixão dos bávaros

Messi não olhou um segundo para Pep Guardiola. Não teve “reencontro”. No Camp Nou, o argentino mostrou ao antigo treinador tudo o que aprendeu de 2008 a 2012 com o treinador. Em dois momentos mágicos, o craque desestabilizou a forte defesa do Bayern do Munique e ajudou a garantir uma vantagem monstruosa de 3 a 0 para o Barcelona, nesta quarta-feira, no jogo de ida da semifinal da Liga dos Campeões da Europa.

Agora, na próxima terça-feira, na Allianz Arena, o time catalão pode perder por até dois gols de vantagem que estará em Berlim, no dia 6 de maio, na grande final da Champions. Derrotas por três gols de desvantagem também estão na conta desde que o Barça balance as redes de Neuer novamente.

Neuer foi o grande personagem do primeiro tempo. Engane-se, todavia, quem pensa que o domínio do Barcelona foi absoluto por conta de duas grandes defesas do mastodôntico goleiro alemão (na cara de Suárez e Jordi Alba). O time catalão respeitou o adversário e procurou o mano a mano no duelo três contra três com os zagueiros do Bayern de Munique.

Os bávaros também apostaram nas transições rápidas. Na melhor saída, Müller rolou para o meio, mas Lewandowski acabou furando dentro da pequena área.

Extremamente equilibrado, os dois tempos tiveram várias trocas na liderança na posse de bola, nunca com uma vantagem extensa de uma equipe sobre outra. Em um determinado momento da partida, como era previsto, o número chegou a bater 50-50.

O Bayern de Munique voltou do intervalo melhor na marcação e com o jogo mais ao seu estilo. O Barcelona parecia ter aceitado a proposta do rival.

O segundo tempo foi marcado por um número maior de faltas e cartões, mostrando um pouco o nervosismo dos gigantes e a falta de criatividade para superar o bloqueio do adversários. Aparentemente, pior para quem tem o talento individual para decidir os jogos. Mas nunca é bom duvidar de quem já foi o melhor do mundo quatro vezes seguidas. Messi abriu o placar, disparando de fora da área. Em seguida, o craque deixou Boateng sem pai nem mãe e terminou a obra-prima com uma cavadinha para cima de Neuer.

No fim, quando o placar de 2 a 0 já estava sendo comemorado pelo Camp Nou, Neymar puxou contra-ataque, arrancou e tocou na saída de Neuer para decretar uma vitória gigantesca do Barcelona nesta temporada.

FICHA TÉCNICA: BARCELONA 3 x 0 BAYERN DE MUNIQUE

Local: Camp Nou, em Barcelona (ESP)
Data e hora: 6 de maio de 2015, às 15h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)
Cartão Amarelo: Daniel Alves, Piqué, Neymar (ESP); Xabi Alonso, Benatia, Bernat (BAY)
Cartão Vermelho:
Gols: Messi, 32’/2ºT (1-0); Messi, 35’/2ºT (2-0); Neymar, 48’/2ºT (3-0)

BARCELONA: Ter Stegen, Daniel Alves, Piqué, Mascherano e Jordi Alba; Busquets, Rakitic (Xavi, 37’/2ºT) e Iniesta (Rafinha, 40’/2ºT); Messi, Suárez e Neymar. Técnico: Luis Enrique.

BAYERN DE MUNIQUE: Neuer, Rafinha, Benatia, Boateng e Bernat; Lahm; Xabi Alonso, Schweinsteiger, Thiago Alcântara e Müller (Götze, 33’/2ºT); Lewandowski. Técnico: Pep Guardiola.

LANCEPRESS!

 

Comentários

comentários