Médico do SAMU seria o alvo dos assaltantes que mataram radialista com tiro na cabeça

Os bandidos que executaram o radialista Deivid Silva, de 32 anos, com um tiro na cabeça, no sábado (30), em Brasilândia (MS), teriam como alvo o médico Idris Fares, que atua no Samu de Três Lagoas (MS).

O médico atua no SAMU em Três Lagoas
O médico atua no SAMU em Três Lagoas

Uma testemunha relatou que os bandidos disseram, durante o assalto, que queriam o filho do médico. “Eles confundiram o Deivid com o médico e, ao perceberem que teriam errado seu alvo, ficaram irritados. Eles acreditavam que a gente tinha dinheiro e bens”, revelou.

A confusão ocorreu porque o radialista se mudou para a residência que era do médico há pouco tempo. Idris disse estar assustado com tal situação e tamanha violência praticada contra o jovem radialista Deivid Silva, que possivelmente foi morto por engano.

CASO

Segundo a polícia, o radialista havia chegado minutos antes na casa após buscar um refrigerante em um bar. Ao entrar na residência, percebeu o assalto e logo foi rendido com os amigos. Todos foram amarrados enquanto os criminosos roubavam uma corrente de ouro, dois telefones celulares e mais de R$ 2,7 mil em dinheiro. O pai de uma das vítimas que chegou na casa também foi rendido e amarrado com uma gravata.

Antes dos bandidos deixarem a residência, as vítimas ouviram barulhos de espancamento feito contra o radialista e em seguida um disparo de arma de fogo. Após a saída dos assaltantes, os moradores se trancaram na casa e logo perceberam o ferimento em Deivid que foi levado às pressas ao Hospital de Brasilândia, onde não resistiu e morreu.

Com informações TL Notícias.

Comentários

comentários