Medalhista no último Pan, nadadora é atropelada e estado é gravíssimo

A ex-nadadora Sarah Corrêa, de 22 anos, está internada em estado gravíssimo no Hospital Miguel Couto, na Lagoa, Rio de Janeiro. Ela teria sido atropelada em um ponto de ônibus na esquina de sua casa, na Barra da Tijuca, na sexta-feira, e sofreu ferimentos graves na cabeça.

Sarah Corrêa ao lado do treinador Pepe em uma competição emPrudente Foto: João Paulo Tilio
Sarah Corrêa ao lado do treinador Pepe em uma competição emPrudente Foto: João Paulo Tilio

De acordo com as primeiras informações o motorista fugiu sem prestar socorros. Sarah ganhou a medalha de prata no revezamento 4x200m livre dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, em 2011.

Além de ter defendido a seleção brasileira da modalidade, ela passou por clubes como Flamengo, Unisanta, Minas Tênis Clube e Fluminense. Em outubro do ano passado, a carioca anunciou a aposentadoria das piscinas para trabalhar como modelo.

Nas redes sociais, o clima é de comoção. Nadadores e amigos têm feito muitos pedidos de orações pela vida da atleta. De acordo com a mãe da ex-nadadora, Maria de Fátima, o estado da filha é crítico e ela tem chances mínimas de sobreviver.
– Hoje é o pior dia da minha vida. Minha filha se encontra no hospital em estado de morte cerebral com a mínima chance de sobreviver. Peços a tiodos que orem por ela. Por favor, preciso destas orações. Me ajudem – pediu Maria de Fátima pelo Facebook.

Nos Jogos Sul-Americanos de 2010, em Medellín, na Colômbia, a carioca ganhou a medalha de ouro no revezamento 4x200m livre, batendo o recorde da competição. Integrando a delegação brasileira no Pan do México, ela ainda disputou os 800m livre, terminando a prova em 15º lugar.

Globoesporte.com

 

Comentários

comentários