Marcha em Campo Grande defende a vida desde a concepção

Acontece na manhã deste sábado na região Central de Campo Grande, a segunda Marcha em Defesa Pela Vida.

A Marcha reúne profissionais da área da saúde, educação e jurídica, além de diferentes denominações religiosas na luta “pró-vida”. O objetivo do movimento, que existe em todo o país, é chamar atenção da sociedade e do poder público sobre o aborto provocado, defendendo o Estatuto do Nascituro e a não legalização do aborto no Brasil.

Foto Paulo Francis
Foto Paulo Francis

O evento é organizado pelo Comitê Sul-Mato-Grossense de Cidadania Brasil sem Aborto e tem o apoio de diversos grupos sociais, religiosos e não religiosos, sem qualquer vinculação política.

O coordenador do comitê, Valmir João da Cruz, explica que o movimento se baseia em fatos científicos que comprovam a existência de vida desde a concepção. “Defendemos esse direito universal que é o de viver. Nem o Estado, nem ninguém tem o direito de tirar a vida de alguém, de decidir quem vai viver e quem vai morrer”.

Comentários

comentários