Marcelo Oliveira: “Ninguém é melhor do que o Palmeiras”

Bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro nos últimos anos, Marcelo Oliveira foi apresentado oficialmente no Palmeiras com a convicção de que nenhum outro clube dá melhores condições de título no País. O treinador assinou contrato até dezembro de 2016 e abriu mão do descanso que pretendia ter após ser demitido do Cruzeiro há duas semanas.

Marcelo assinou com o Palmeiras até o fim da temporada - Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Marcelo assinou com o Palmeiras até o fim da temporada – Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

“Considerei muito o elenco. Podem existir elencos ou combinação de coisas boas iguais à do Palmeiras, mas nenhuma melhor”, definiu o novo técnico. “O Palmeiras tem tradição, camisa, torcida e me impressionei muito com condições e inovações que se fazem aqui. E formou um elenco de boa qualidade técnica. Vamos criar ambições individuais e coletivas, é dentro disso que vamos trabalhar.”

Jogador de Atlético-MG, Botafogo e Nacional do Uruguai nos anos 1970 e 1980, Marcelo tem 60 anos de idade e se destacou como treinador à frente de Coritiba e Cruzeiro. Chega para sua primeira chance de trabalho no futebol paulista mostrando completo otimismo.

“Não dá para trabalhar pensando que pode dar errado, é necessário ter perspectiva positiva no futebol. Se fizer pensando que dará errado, não será bem feito. Temos que trabalhar pensando em fazer uma história tão bonita quanto fizemos no Cruzeiro recentemente”, avisou, vendo até condições melhores às que teve quando chegou ao clube mineiro, em 2013, ano do seu primeiro título brasileiro.

“O Palmeiras tem até um elenco com jogadores mais rodados do que quando comecei o meu trabalho no Cruzeiro, e lá já percebemos que poderíamos chegar já no Mineiro, só fomos fortalecendo muito. Temos agora um elenco recheado de jogadores com experiência e passagem por grandes clubes, tendo disputado grandes campeonatos, e isso deixa o trabalho facilitado. Mas não existe nada fácil para conquistas importantes”, definiu, animado.

“Estou absolutamente honrado e orgulhoso por chegar a uma instituição grandiosa, o clube com mais títulos nacionais do Brasil e, por isso, é chamada de Academia. Até pensei em dar uma descansada depois de dois anos e cinco meses no Cruzeiro, mas me rendi à grandeza do clube. Fiquei muito impressionado e estimulado com o projeto do Palmeiras. Chego com muito entusiasmo, entendendo que podemos fazer coisas muito importantes. Viemos com a intenção e o objetivo muito claro de fazer história em um clube que já tem uma história muito rica. Trabalharemos intensamente para isso”, prometeu.

Folha.com

Comentários

comentários