Maradona assume filho de 29 anos e chora: “É o começo de uma nova história”

Diego pai e filho – MOVILPRESS/CLARÍN
Diego pai e filho – MOVILPRESS/CLARÍN

Diego Armando Maradona beijou, chorou e assumiu: é pai de Diego Jr., de 29 anos. A notícia explodiu ontem à noite em Buenos Aires. A cidade só fala disso. Parece ter esquecido a Recopa do River Plate e o início, hoje (26), do Campeonato Argentino.

O encontro entre os dois ocorreu na casa do Maradona pai em Villa Devoto, bairro de Buenos Aires. Foi planejado em detalhes por Rocío Oliva, sua namorada.

Trinta anos mais nova (25) que o astro (55), ela é mais jovem também que Diego Júnior, que casou-se ano passado em Nápoles e estava em Buenos Aires só aguardando a “maior emoção da sua vida”, como depois contou às TVs argentinas.

O agora oficialmente Dieguito nasceu em Napoles em 20 de setembro de 1986. Sua mãe é a italiana Cristiana Sinagra. O Maradona pai era então namorado de Claudia Villafañe, mãe de Dalma (29) e Giannina (27), famosas filhas do casal.

Don Diego contou que chorou muito e, logo chegou, correu para abraçar Dieguito: “Você é meu filho. A partir de agora vivemos uma nova história. Me perdoe por tudo. Quando eu te ligar, me chame sempre de mi viejo, senão vamos brigar”.

Maradona reconheceu que sustentou uma mentira ao negar ser pai de Diego Jr. Revelaram também um dramático episódio na Itália em 2003, quando o adolescente, então 16, e o pai, atormentado pelas drogas, conversaram e choraram abraçados.

O assunto, claro, comove a Argentina que há décadas trata Maradona como um filho rebelde. Diego pode ter cometido vários erros, mas segue sendo nuestro hijo. Há sim carinho e desejo genuínos de que ele um dia troque as perturbações pela paz.

A prole motiva. Além de Diego Jr., Maradona é pai também de Diego Fernando (5 anos, com Verónica Ojeda) e avô de Benjamín (7, de Giannina e Kun Agüero).

Dieguito é o segundo filho tardiamente reconhecido por El Diez. Antes, Jana (hoje 20 anos), assumida por Maradona em 2014 e com quem tem excelente relação.

Como cantam os irmãos Calamaro no lindo rock feito para o pai, tema que virou o ‘hino’ de tais relações na Argentina, “Aferrado a cosas que no tienen sentido, me puedo equivocar. Este es el tiempo y es el lugar, y nada puede ser mejor”.

Dale, Diegote!

Matéria: Portal UOL

Comentários

comentários