Mara Caseiro é escolhida para presidir CPI do Cimi e Paulo Corrêa será o relator

A primeira reunião da CPI do Cimi acontceu nesta quarta-feira (30). A comissão foi criada na Assembleia Legislativa para investigar denúncias de que o Cimi (Conselho Indigenista Missionário) incitou atos de indígenas contra fazendeiros em Mato Grosso do Sul.

Primeira reunião de trabalho da Comissão aconteceu nesta quarta-feira
Primeira reunião de trabalho da Comissão aconteceu nesta quarta-feira

Ontem (29) a casa havia definido os membros do colegiado. A partir disso o membro mais antigo, deputado estadual Onevan de Matos (PSDB), convocou os demais para a primeira reunião de trabalho.

Ficou deinido após votação dos membros que a deputada Mara Caseiro (PTdoB), autora do requerimento de abertura, será a presidente da CPI e Paulo Corrêa o relator.Já o deputado Marquinhos Trad (PMDB) será o vice-presidente e Pedro Kemp (PT) e Onevam serão membros.

A partir da oficialização, com a indicação de todos os membros, a CPI do Cimi terá 120 dias, prorrogáveis por mais 60, para encerrar os trabalhos. A abertura da comissão gerou protestos na casa, semana passada, principalmente por parte de movimentos ligados à causa indígena.

Comentários

comentários