MÃOS QUE TRANSFORMAM: Jovens distribuem brinquedos para crianças da Capital

O jovem Kennedy Bazzana, universitário de 23 anos, idealizou um projeto para arrecadação de brinquedos à crianças carentes e realizou a entrega dos presentes na manhã desta quarta-feira (12), dia das crianças.

Em parceria com outras pessoas, Bazzana conseguiu colocar a ação em prática. O ato que leva o nome “Mãos Que Transformam”, fez dezenas de crianças felizes na manhã de hoje por volta das 09h, em um campinho de futebol no bairro Sarandí, em Campo Grande.

Idealizador do projeto distribuiu brinquedos no Sarandí (Foto: Arquivo Pessoal)
Idealizador do projeto distribuiu brinquedos no Sarandí (Foto: Arquivo Pessoal)

O idealizador contou à reportagem do Página Brazil que a ideia surgiu quando presenciou crianças residindo em pequenos barracos de lona às margens da rodovia MS 080 que dá acesso a Rochedo, 75 km da Capital. A princípio o intuito era beneficiar as crianças daquele local, mas quando ele retornou na semana passada, não havia mais ninguém por se tratar de um “acampamento” de sem terras.

Arlindo comprou brinquedos e participou da ação contribuindo com a entrega (Foto: Reprodução/Facebook)
Arlindo comprou brinquedos e também participou da ação contribuindo com a entrega (Foto: Reprodução/Facebook)

Arlindo Ferro, que atua como modelo, tem 23 anos e também participou do projeto dizendo se sentir muito feliz. “Se Deus causa um benefício nas nossas vidas, temos que retribuir trazendo benefícios à vida de outras pessoas”, acredita.

O modelo contou que soube da causa através da rede social Facebook. Kennedy teria postado a ideia do projeto e pediu a ajuda de simpatizantes. “Conheci ele ele através da rede social e fizemos a parceria. Nos falamos por  quase quatro semanas a respeito disto e conseguimos beneficiar várias crianças. O que importa é o sorriso sincero de uma criança”, relata.

Os jovens foram de carro até o local da entrega acompanhados por mais dois colaboradores (Foto: Arquivo Pessoal)
Os jovens foram acompanhados por mais dois colaboradores (Foto: Arquivo Pessoal)

Outras duas pessoas também contribuíram com o Mãos Que Transformam. De acordo com eles, os brinquedos foram adquiridos com recurso próprio. Ontem (11) eles estiveram no local e distribuíram pulseiras rosas e azuis que serviram como identificação para recolher o presente.

Kennedy, dono do projeto, diz estar realizado e acredita que o ato gera uma rede de caridade. “Me senti realizado, quando criança eu recebia presentes de projetos, eu retribuí o bem para quem precisa, isso é um sonho realizado”, afirma o universitário.

Arlindo relata ser uma oportunidade única e gratificante. “Estou muito feliz, é o dia das crianças mais feliz da minha vida, uma realização pessoal”, disse o modelo.

 

Comentários

comentários