Alô torcida Corinthians, aquele Braço! Com polêmica, Corinthians bate Vasco e volta a disparar

Michael Franco com informações da ESPN

De forma polêmica, o Corinthians venceu o Vasco e voltou a disparar na liderança do Campeonato Brasileiro. Depois de duas derrotas consecutivas em Itaquera, a equipe de Fábio Carille pressionou o adversário, criou muitas chances, mas só conseguiu balançar a rede da equipe carioca com Jô usando o braço para definir o placar de 1 a 0.

Com os três pontos somados neste domingo, aliado à derrota do Grêmio contra a Chapecoense, em Porto Alegre, a vantagem na liderança volta a ser de 10 pontos. Agora, são 53 pontos para o Corinthians contra 43 do vice-líder.

Cadê o gol?

O time da casa começou dominando as ações ofensivas, e chegou a arrancar gritos de gol de sua torcida aos seis minutos, quando Rodriguinho acertou a rede, mas pelo lado de fora após receber passe de Jadson dentro da área.

O Corinthians continuou tentando pressionar, mas levou dois sustos em chutes de longa distância. Primeiro foi Nenê, aos 26, que arriscou e viu Cássio rebater. Depois, aos 32, Ramon foi quem finalizou para grande defesa do goleiro.

Aos 39, Jô disputou com Breno dentro da área e caiu pedindo pênalti, mas a arbitragem mandou o jogo seguir, e Nenê, com um chute cruzado, quase abriu o placar.

E antes dos times irem para o vestiário, o Corinthians teve mais uma grande chance. Romero foi bem pela esquerda e cruzou para a área. Rodriguinho, dentro da pequena área, mandou o cabeceio por cima do travessão.

Segura a pressão

Se Rodriguinho havia perdido duas boas chances no primeiro tempo, logo aos seis minutos da etapa final ele teve mais uma grande oportunidade. Arana enfiou para Jô, que cruzou na medida para o meia do Corinthians chegar batendo no contrapé do goleiro, mas Martín Silva fez a defesa.

A pressão continuou com Jadson, aos oito, perdendo uma oportunidade após tabela entre Rodriguinho e Fagner. Seis minutos depois, foi a vez de Maycon finalizar errado.

Aos 24, Fagner resolveu arriscar de fora da área. A bola desviou levemente no defensor do Vasco e bateu na trave direita do gol de Martín Silva. Na cobrança de escanteio, Escanteio quase mandou contra a própria meta, mas o goleiro apareceu para impedir o gol

Aquele Braço

Aos 29, Marquinhos Gabriel, que havia entrado no lugar de Jadson, foi até a linha de fundo pela esquerda. O cruzamento fechado encontrou Jô para abrir o placar. Mas o atacante usou o braço direito para empurrar a bola para a rede.

A impressão é de que a bola entraria mesmo sem Jô, mas a ação do atacante deixou o lance irregular.

O Corinthians ainda teve chances com Romero, de cabeça, e mais uma vez com Rodriguinho, que não alcançou o cruzamento, de ampliar. Mas o resultado seria o definido pelo polêmico gol.

E agora?

O Corinthians volta a campo na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), para encarar o Racing pelo jogo de volta das oitavas da Sul-Americana. Com o empate em 1 a 1 em Itaquera, o Corinthians precisará vencer, ou empatar com dois ou mais gols, para avançar.

Pelo Brasileiro, o compromisso será no domingo, às 11 horas, no clássico com o São Paulo, no Morumbi. Já o Vasco vai jogar na segunda-feira (25), contra o Sport, na Ilha do Retiro.

Comentários

comentários