Mais uma: explosão em agência bancária e até contra residência em MS

Lúcio Borges

Foto: Divulgação PM)

O pequeno município de Figueirão, no extremo norte de Mato Grosso do Sul, sofre em menos de um mês, mais um atentado com explosão de agência bancária, ocorrido no inicio da madrugada deste sábado (10). A ação criminosa, desta vez, ainda atingiu ou foi também contra uma residência da cidade que fica 260 km de Campo Grande. Segundo relatos na região, foram dois suspeitos em uma motocicleta, ainda não identificados, que explodiram um caixa eletrônico do banco Bradesco.

O crime ocorreu por volta das 2 horas, com criminosos chegando a atirar contra a residência de um morador que se assustou com o barulho e foi atacado, ficando com parede da ferente da casa, alvejada de tiros.

O capitão Renato da Polícia Militar, na cidade, apontou que a agência já foi alvo de ataque há alguns meses, além de outra atacada no mês passado. Mas, segundo ele não há testemunhas que presenciaram a ação em si, porém, alguns moradores viram uma dupla em uma motocicleta durante a madrugada. “Apesar dos estragos da explosão, o dinheiro não foi levado. A Polícia Civil de Camapuã foi acionada, e segue agora com as investigações e a busca por imagens de segurança que possam identificar os autores”, disse o PM.

 

O morador jornalista Laziney Martins, falou ao Página Brazil, que vem acontecendo os atos no município, mas que devido a rapidez da ação, ninguém sabe ou nem quer se envolver. Ele lembra e lamenta que o local era novinho de poucos dias de uso. “Ninguém vê de onde parte, até se comenta para que lado fogem. É lamentavelmente, não tem nem duas semanas que voltou a funcionar o caixa eletrônico”, apontou.

Já o morador da frente do local, acordou com o barulho da explosão e abriu a porta para olhar, mas foi surpreendido sendo alvo também, porque devem ter pensado que identificaria alguma coisa. “Momento que abri, foi em que um dos bandidos disparou em direção de casa. Pelas marcas na parede, os bandidos estavam com armas de cano longo”, disse.

Comentários

comentários