Mais de três toneladas de alimentos estragados são recolhidas no Estado

A Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo) realizou ação conjunta com a Iagro/Mapa e as Vigilâncias Sanitárias Estadual e Municipal. Foram realizadas fiscalizações em supermercados de varejo na capital e em diversos distritos e municípios do interior do Estado.

A carne estragada foi apreendida Divulgação / Polícia Civil
A carne estragada foi apreendida Divulgação / Polícia Civil

O objetivo da ação é prevenir, reprimir e fiscalizar as vendas de produtos em estabelecimentos comerciais em desacordo com a legislação sanitária.

Além da ação de natureza fiscalizatória, a força-tarefa também teve objetivo educativo, ou seja, de promover a orientação dos responsáveis pelos estabelecimentos fiscalizados quanto à manipulação e armazenamento dos alimentos, em cumprimento às normas sanitárias vigentes.

A ação resultou no recolhimento e destruição de mais de 3 toneladas de produtos de origem animal e perecíveis em geral, que apresentaram diversas irregularidades, como manipulação de alimentos para fabricação de charque e linguiça caseira sem o devido registro no órgão competente, armazenamento inadequado, prazos de validade expirados, entre outros.

Comentários

comentários