Mais de 90% dos empresários vão fechar lojas em protesto nesta sexta-feira na Capital

A Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) convoca todos os empresários e trabalhadores da Capital para participarem do manifesto contra a corrupção nesta sexta-feira (18), às 12h, em frente ao Ministério Público Federal (MPF), na avenida Afonso Pena. O objetivo é mostrar insatisfação com a situação econômica e política em todas as esferas do poder público.

18basta

 

“Queremos que os empresários fechem suas empresas e levem suas equipes para pedirem pelo fim da corrupção e da impunidade, uma gestão pública eficaz e a criação de uma nova política. A desordem e desvalorização da ética chegou ao limite. É preciso coibir e criminalizar os atos corruptos que estão atrasando o desenvolvimento do Brasil e o avanço dos brasileiros”, afirma o presidente da ACICG João Carlos Polidoro.

“Fizemos uma pesquisa e o resultado é de que 93% dos empresários afirmam que vão aderir ao movimento”, calculou Polidoro.

A intenção é reunir mais de 3,5 mil pessoas no protesto. A duração do ato será de uma hora e deve ter a adesão de todos os funcionários da CDL.

Foram convidados associados da câmara e o protesto ainda tem a participação de outros setores do comércio, serviço e indústria. Entidades como Chega de Impostos, Nas Ruas e Vem Pra Rua também participam.

“A entidade convida os empresários a fecharem as portas dos seus estabelecimentos pontualmente às 12h00, e a participarem de uma concentração na Afonso Pena com a 14 de Julho, no centro da Capital, por uma hora”, disse o presidente da entidade, Hermas Renan Rodrigues, via assessoria de imprensa.

Comentários

comentários