Mais chuva atípica sobre o Centro-Sul do Brasil

Climatempo / Terra / SF

Várias áreas no centro-sul de Minas Gerais, em Mato Grosso do Sul, em São Paulo e no Rio de Janeiro tiveram pancadas de chuva e raios na segunda-feira, 12 de junho. A chuva que é atípica em junho no Sudeste e no Centro-Oeste vai ocorrer outras vezes até a noite da quarta-feira, 14 de junho.

Desta vez, a chuva não veio de nenhuma frente fria. As nuvens carregadas são associadas com o deslocamento de cavados atmosféricos. Um cavado é uma região na atmosfera onde os ventos tendem a fazer um movimento horário, ciclônico , mas sem completar o giro de 360 graus, como acontece com um centro de baixa pressão atmosférica. Esse movimento força uma concentração de umidade e facilita a formação e o crescimento das nuvens . A alta pressão atmosférica inibe a formação e o crescimento das nuvens.

Um novo cavado atmosférico avança do Paraguai para o centro-sul do Brasil nas próximas 48 horas e nuvens carregadas voltam a se formar parte do Sul, do Centro-Oeste e do Sudeste do Brasil. Até a noite da quarta-feira, 14 de junho, este cavado passa sobre o Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, pelo sul de Goiás, centro-sul de Minas Gerais e sobre o Rio de Janeiro . Todos estes estados vão ter várias pancadas de chuva já nesta terça-feira, 13 de junho. A chuva pode vir novamente com raios e cair com moderada a forte a intensidade em alguns momentos, mas não se prolonga por muito tempo.

Após a passagem deste cavado , um centro de alta pressão atmosférica volta a predominar sobre o Sudeste e sobre o Centro-Oeste do Brasil diminuindo a umidade e a nebulosidade. O ar seca e a chuva para . Nesta época do ano, a influência de alta pressão atmosférica é o mais comum.

Foto: Climatempo
Nebulosidade que provocou chuva sobre São Paulo e Mina Gerais em 12/6/17 veio de Mato Grosso do Sul.

Comentários

comentários